COMUNICADO – Expansão da rede do Metro do Porto

10320468_838717786168715_2151930363778902011_n

COMUNICADO

Expansão da rede do Metro do Porto

A Distrital do Porto do PSD denuncia publicamente as medidas tomadas pelo Governo relativamente à expansão da rede do Metro do Porto, que considera insuficientes, desequilibradas e altamente injustas para a População do Grande Porto.

Insuficientes porque as opções do Governo estão socialmente desequilibradas e não aproveitam o principal meio ao seu dispor – os Fundos Comunitários destinados a projectos de Mobilidade Sustentável – para uma expansão mais efectiva da rede, dado que esta obra, além de ser extremamente necessária, é a única que permitirá à Região uma efectiva redução da pegada de carbono e a melhoria substancial da mobilidade Metropolitana.

Altamente injustas porque esta opção do Governo Socialista prejudica, uma vez mais, as populações do norte da Área Metropolitana, particularmente as da Trofa, que estão sem transporte ferroviário há mais de 15 anos (!) com a promessa da sua substituição pelo Metro de superfície.

Recorde-se que o anterior Governo PSD/CDS preconizou uma solução equilibrada e ponderada para o problema com acordo de todas as partes envolvidas, CCDR-N, Metro do Porto e Municípios da Maia e da Trofa, recorrendo aos Fundos Comunitários, por forma a que o Estado com pouco mais de 5 Milhões de Euros do Orçamento de Estado concretizaria a primeira fase deste problema levando o Metro até à freguesia de Muro, no Concelho da Trofa, que é a mais afectada pela retirada do comboio, dando um sinal de justiça para com as populações.

Assim, a Distrital do Porto do PSD proporá ao seu Grupo Parlamentar que chame esta matéria novamente à Assembleia da República e imponha que os Projectos de Resolução aprovados por unanimidade em torno desta questão sejam concretizados.

Todos os partidos políticos com assento parlamentar não podem ignorar este problema de grave conflito Institucional entre o Governo e a Assembleia da República.

Recorde-se que, inclusive, partidos houve que chegaram a levar pessoas de autocarro a Lisboa para verem os respectivos projectos de resolução aprovados a manifestar ao Governo a necessidade de priorização da expansão da rede até à Trofa.

A isto chama-se enganar as Pessoas, trair a sua confiança e minar a já depauperada credibilidade da Democracia Portuguesa.

O Governo, mais uma vez, desrespeita totalmente a Assembleia da República e faz “tábua-rasa” das recomendações aprovadas por unanimidade!!! 

Por isso a Distrital do PSD/Porto diz: basta!

Os transportes públicos servem para prestar um serviço público. Se há linhas que serão deficitárias por necessidade de serviço público, então a decisão política lógica é que se invista paralelamente, e cumulativamente, em linhas que sejam mais rentáveis para garantir o equilíbrio financeiro da operação da empresa cobrindo o deficit gerado pela anterior.

Mas não, o Governo acaba de tomar uma decisão puramente economicista esquecendo a sua pretensa matriz Social.

Optou por voltar a Trofa ao esquecimento e, isso, o PSD do Distrito do Porto não aceitará nunca porque, acima de tudo, é uma questão de justiça!!!

Só depois de resolvido o problema da Trofa é que o PSD do Distrito do Porto aceitará discutir soluções credíveis para a expansão da rede do Metro do Porto, de forma equivalente a todos os Municípios, nos mesmos moldes em que o Estado expandiu e expande a Rede do Metro de Lisboa.

Porto, 9 de Fevereiro de 2017.

Comissão Política Distrital do PSD/Porto