PSD/Porto alarmado com as dificuldades dos B. V. de Matosinhos – Leça

PSD/Porto alarmado com as dificuldades dos B. V. para o exercício de funções

Bombeiros de Matosinhos-Leça esquecidos pela autarquia 

 

Porto, 13 de maio de 2015 – O Deputado e Presidente da Distrital do PSD/Porto, Virgílio Macedo reuniu com o Presidente da Federação dos Bombeiros do Distrito do Porto e dos Bombeiros Voluntários de Matosinhos – Leça, Joaquim Oliveira da Silva para debater as condições em que operam os soldados da paz.

Acompanhado pela Comissão Política do PSD de Matosinhos, Virgílio Macedo considerou, no final do encontro, que a falta de apoio aos Bombeiros Voluntários de Matosinhos e Leça por parte da autarquia é “preocupante e sintomática”.

Para Virgílio Macedo, “é uma realidade alarmante ouvir a direção dos Bombeiros Voluntários de Matosinhos-Leça constatar que a Câmara Municipal de Matosinhos está de costas voltadas para as suas prementes necessidades.”
Considerando ser, “impensável saber-se que os apoios financeiros da autarquia aos Bombeiros do Concelho não são suficientes para que estes possam dar uma resposta conveniente e essencial às populações, em especial no primeiro socorro.”

A falta de empenho por parte da Câmara Municipal de Matosinhos, liderada pelo PS, para incentivar os promotores dos eventos municipais a contratem os serviços da corporação, garantindo assim a sua sustentabilidade financeira, foi amplamente discutida. Para o líder do PSD/Porto “estamos perante mais uma prova do desinteresse e permanente alheamento da autarquia”. Afirmou ainda que “a cidade de Matosinhos e os Matosinhenses são merecedores de uma maior atenção, de uma nova dinâmica e ambição renovada”.

No encontro, que aconteceu ao final da tarde de segunda-feira, na sede dos Bombeiros Voluntários de Matosinhos-Leça, discutiu-se ainda a criação do Plano Municipal de Proteção Civil e as fragilidades do Conselho Municipal de Segurança, instrumentos considerados vitais para uma eficaz intervenção ao serviço dos munícipes.